por Marcel Ayres

Ter um assistente para te ajudar com diversas tarefas do dia a dia parece um luxo para poucos. Contudo, com o desenvolvimento de tecnologias baseadas em inteligência artificial essa realidade está mudando.

Os Assistentes de Voz são programas capazes de realizar ações baseadas em palavras e comandos de voz. Eles podem apagar/ligar luzes, responder perguntas, tocar músicas, fazer pedidos online, agendar compromissos e muito mais. Abaixo, faremos um breve resumo sobre essa tecnologia e sua história.

O que são os assistentes de voz? 

Atualmente existem diferentes termos que se referem aos agentes (máquinas/programas) capazes de executar tarefas e/ou serviços para usuários humanos. Estas tecnologias se diferenciam com base na forma como interagimos com elas, o aplicativo/plataforma que estão inseridas ou mesmo a partir de uma combinação de ambos os fatores.

Abaixo, seguem alguns dos termos utilizados:

  • Intelligence Personal Assistant (Assistentes Pessoais Inteligentes): softwares capazes de auxiliar pessoas com tarefas básicas do dia a dia utilizando linguagem natural. Eles podem estar conectados à internet e fazer buscas para responder demandas e perguntas dos usuários. Utilizam o texto e/ou a voz como gatilhos de ação.
  • Automated Personal Assistant (Assistentes Pessoais Automatizados): esse temo é utilizado como sinônimo dos Intelligence Personal Assistants (Assistentes Pessoais Inteligentes).
  • Smart Assistants: esse termo se refere, usualmente, aos dispositivos (Smart Speakers) que possuem um programa de assistente instalado neles, por exemplo: Amazon Echo, Google Home/Mini, Apple HomePod entre outros.
  •  Virtual / Digital Assistants (Assistentes Virtuais / Digitais): são aplicativos ou plataformas com softwares automatizados que auxiliam o usuário, compreendendo a linguagem natural na forma escrita e falada.
  • Chabots: o texto é a principal forma de obter assistência de um Chatbot. Eles são capazes de simular uma conversação com um usuário humano. Muitas empresas estão usando os Chabots para serviços ao consumidor (customer services), respondendo perguntas básicas, qualificando leads e conectando com um atendentes humanos se for necessário.
  • Voice Assistants (Assistentes de Voz): diferente dos chatbots, aqui voz  é a principal forma de interação. Os Assistentes de Voz são programas que usam reconhecimento de voz, síntese de fala e Processamento de Linguagem Natural (PNL) para fornecer um serviço por meio de um aplicativo específico.

Em muitos casos, utiliza-se o termo Assistente de Voz como uma forma intercambiável entre os termos Assistentes Pessoais Inteligentes, Assistentes Pessoais Automatizados e Assistentes Virtuais Digitais. 

Usos dos Assistentes de Voz

Muitos dispositivos que usamos no dia a dia possuem Assistentes de Voz. Eles nos acompanham em nossos Smartphones e nos recebem em casa através dos Smart Speakers. Muitos aplicativos móveis e sistemas operacionais já utilizam Assistentes de Voz para otimizar a experiência do usuário. Hoje também é possível identificar usos da tecnologia baseada em voz no setor automotivo, varejo, educação, saúde e ambientes de telecomunicação.

Crescimento dos Assistentes de Voz

Em 2015, a Gartner previu que, até 2018, 30% das conversações entre pessoas e marcas seriam através de máquinas, muitas delas realizadas através da voz. Também apontam que até 2020 esse número deve atingir 85% (principalmente com o crescimento dos chatbots e dos assistentes de voz). A Global Market Insights, Inc. disse que entre 2016 a 2024 a fatia de mercado desta tecnologia crescerá a uma taxa anual de quase 35%. Cada vez mais setores da economia, como a saúde e a indústria automotiva,  irão encontrar usos para a tecnologia de reconhecimento de fala, além daqueles já encontrados em dispositivos como Smart Speakers e Smartphones.

Os Assistentes de Voz mais Populares

A Siri, da Apple, foi o primeiro assistente de voz a se tornar padrão em Smartphones (a partir do iPhone 4s em 2011). Em fevereiro de 2018 a Siri também se tornou presente no Homepod (Smart Speaker da Apple).

Já a Google, criou o Google Now (que depois se tornou o Google Assistant / Google Assistente) incorporando o assistente nas plataformas Android e no seu Smart Speaker (Google Home e Google Home Mini).

A Alexa, da Amazon, está ativa no Smart Speaker da empresa (o Amazon Acho e o Dot).

Samsung possui o Bixby, a IBM o Watson, a Microsoft tem a Cortana e Nuance tem a Nina.

Ou seja, todas as Big Techs, grandes empresas de Tecnologia, possuem Assistentes de Voz que rodam em seus dispositivos (sejam Smartphones, Tablets, Smart Speakers e outros).

Voice Assistants

Voice Assistants Timeline

A Voz dos Assistentes

Uma discussão que está aquecida atualmente é o fato da maioria dos Assistentes de Voz (citados acima) utilizarem vozes femininas como padrão. Pesquisadores da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco) apontam que esses programas são desenvolvidos para serem submissos e servis, o que inclui responder educadamente a insultos, e por isso reforça a tendência de gênero e normaliza o assédio sexista. Diante disso a própria Unesco sugere que as empresas parem de criar assistente com vozes femininas como padrão e busquem opções de gênero neutro para desestimular os insultos com base no gênero.

Fonte: smartsheet